Nossa História

Bruno de Castro
 
No final do ano de 1974, através de meu pai Murillo Azevedo, titular do canil do Saramandaia, iniciamos a criação da raça Beagle e, aos poucos, já estava em pista apresentando nossos cães em exposições por todo o país, nessa época ainda como handler amador. Durante muitos anos participamos de exposições, conquistando vários títulos e premiações.
 
Foi surgindo assim uma grande paixão por todos os tipos de atividades ligadas aos cães. Mais tarde buscando um conhecimento mais técnico e aprofundado me formei em Zootecnia pela UFRRJ, aliando toda a prática e vivência da criação de cães ao estudo em nível superior em nutrição, genética, etologia ( comportamento animal ), instalações, parasitologia, entre outros conhecimentos. E a partir daí, graduado e com 20 anos de atuação amadora, passei a prestar o serviço como handler profissional.
 
  
Hoje o Hocus Pocus Kennel é a síntese de quase 40 anos de experiência e técnica, para que possamos proporcionar ao seu melhor amigo uma estadia segura e divertida; e a você, a tranquilidade de oferecer a seu cão a melhor hospedagem.
 
 
 
Gisela Alvim
 
Como proprietária de cães, de repente me vi precisando hospedar minha cadela por motivo de viagem. Depois de procurar em vários hotéis, spas, etc, não achei nada com o perfil que procurava. Então um dia conversando com uma amiga, tomei coragem e resolvi abrir minha própria hospedagem de forma que atendesse aos meus requisitos como dona de cães. Oferecendo aos meus hóspedes a atenção, o cuidados, as atividades, enfim, um tratamento completamente personalizado.
A responsável por eu ter mergulhado nesse mundo canino abrindo minha hospedagem e mais tarde me associando ao Bruno, é a mesma responsável por outra paixão que são meus Labradores.
Uma criação pequena, um hobby, mas sempre procurando melhorar a raça, baseado na saúde, temperamento e estrutura. TODOS os meus cães antes de reproduzir são radiografados para diagnóstico de displasia de cotovelos e coxofemoral; também faço o echodoppler para observar se há alguma anomalia cardíaca (ex. TVD displadia da válvula tricúspide); e exames de DNA feitos nos   Estados Unidos para diagnosticar algumas doenças hereditárias comuns na raça, mas através de cruzamentos certos podemos ir livrando a raça dessas doenças. São elas as mais comuns:
PRA (atrofia progressiva da retina que leva o cão a ficar cego precocemente) e EIC (colapso induzido pelo exercício que pode levar o cão a morte depos de 15 minutos de exercício intenso)

News

  •  Você já faz a prevenção? Seu cão já está protegido? 

    Converse com o veterinário do seu cão sobre a melhor maneira de previr a Dirofilariose e a Leishmaniose.

Videos